Washington, we have a problem

Esse blog nasceu para contar causos engraçados, fazer rir.
Nunca houve uma intensão maior aqui.
Mas com o tempo eu descobri que ele é um canal poderoso de comunicação com gente que eu nem conheço. Por isso vou usar esse espaço para contar uma história que, infelizmente, de engraçado não tem nada.
Se você gosta de finais felizes, nem comece a ler esse texto.

Hoje eu dei uma fugidinha do trabalho e fui até a 25 de março comprar mais adereços e porcarias made in China para pular o carnaval.
Fui de metrô, que é sempre mais fácil e rápido.
Cheguei lá no meio de um temporal e a minha maior preocupação desde o momento em que pisei na rua era não estragar meu lindo e novo sapato Oxford com estampa de zebra.
Gastei uma fortuna em bobagens lotadas de paetês e lantejoulas e voltei correndo para o metrô.
Quando eu estava quase passando a catraca vi um pacotinho encostado em um cantinho. Parecia um saco de lixo. Obviamente passei reto… até que ouvi o saco de lixo chorar.
Ainda tentei continuar, mas a consciência falou mais alto e tive que voltar para ver se não estava louca.
Quando olhei melhor vi que, na verdade, era um menino de uns 9, 10 anos todo maltrapilho e aos prantos.
Histérica, corri até a porta do metrô onde havia alguns homens vendendo chocolates e comprei um Suflair. Voltei até onde estava o menino, agachei, cutuquei seu joelho e, com um sorriso nos lábios e a ingenuidade de quem acha que um simples chocolate vai mudar a vida de alguém, disse “ei, pra você!”. Quando ele levantou a cabecinha que estava metida entre seus joelhos, sua feição era de um sofrimento tão grande que não cabia em 10 anos de vida.
– Por quê você está chorando? – perguntei.
– Porque eu vim aqui vender chocolate e um moço roubou tudo. Agora eu não posso voltar pra casa.
– Por quê você não pode voltar pra casa? Sua mãe vai brigar com você?
– Vai. A caixa custou 20 reais.
Ele mal conseguia me olhar nos olhos, parecia um cachorrinho assustado.
– Como você se chama?
– Washington.
– Que nome lindo você tem! Mas o que a sua mãe vai fazer com você? Ela te bate?
– Tia, olha o que ela fez comigo…
Ele começou a subir a calça e uma ferida enorme e suja começou a aparecer.
– Não amiguinho, eu não quero ver, desculpe. – disse já prevendo que não iria agüentar aquela visão.
Fiquei imóvel, me sentindo impotente e sem saber o que fazer.
A única coisa que me ocorreu foi me oferecer para chamar ajuda. Como quem conversa de adulto para adulto disse:
– Washington, você quer que eu chame alguém para te ajudar? Para te levar para outro lugar? Um assistente social? Você quer vir comigo por uns tempos? Me diz o que você quer fazer que a gente faz, te prometo.
– Não moça, eu preciso voltar para casa. Não é pela minha mãe, é pelos meus irmãos mais novos. Se eu não voltar vai ser ‘mais pior’ para eles…
Já imaginando a tragédia, eu que sou contra dar dinheiro para crianças porque acho que incentiva ainda mais os pais a explora-las, enfiei a mão na bolsa e saquei uma nota de 10 reais.
– Olha, agora você já tem metade da sua caixa de chocolates! Juntando com as moedas que você tem na mão já vai dar, né?
A partir desse momento ele começou a falar tão soluçado e enrolado que eu não consegui mais entender uma única palavra. Mas insisti no diálogo.
– Washington, tem certeza que eu não posso fazer mais nada par ate ajudar?
E com a maturidade e a clareza que só um adulto pode ter ele me olhou nos olhos e disse.
– Você já ajudou. Mas se você puder, reza por mim.

Eu não estou te contando isso para estragar seu feriado. Também não estou contando para você me achar boazinha. Só estou contando para você ver como a gente tem tudo e não dá valor. E também para conseguir tirar essa história da cabeça e finalmente dormir.

Desculpe pelas falta de humor nessas palavras todas.
Prometo que no próximo texto vou te fazer morrer de rir.
BOM CARNAVAL!

Para ler ouvindo The Clash – Career oportunities

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s