Mais um causo da loja

Ela, uma mulher muito gorda e com dentes feios, andava pela rua quando uma loja chamou sua atenção. Entrou, observou todas as peças com atenção e se apaixonou por um pequeno abajur de madeira.
Perguntou para a gerente se ela lhe emprestaria o dito cujo por 24 horas, para sentir se a peça era realmente aquilo que tanto estava procurando.
A gerente concordou mas, como é de praxe no mercado, pediu como garantia um cheque caução no valor da peça.
Enquanto preenchia a moça foi dizendo que o marido iria, dependendo do que decidissem, acertar ou devolver a peça na manhã seguinte quando estivesse a caminho do trabalho.
“Falando em marido, o cheque pode ser dele? Sai sem meu talão…” – perguntou a cliente.
“Pode.” – respondeu a gerente.
“Fica tranquila que tem fundos, viu, ele está muito bem profissionalmente!” – brincou a mulher.
A gerente sorriu e pediu a um funcionário que empacotasse o abajurzinho.
A peça foi então embrulhada com muito plástico bolha e entregue a moça, que foi embora feliz da vida.
Quando ela finalmente foi embora a gerente pegou o cheque para guardar na pasta de empréstimos.
E foi só ai que parou para ler o nome do marido da mulher. E levou um baita susto ao perceber que, na verdade, o tal marido era uma grande, enorme, famosíssima cantora da MPB.

Para ler ouvindo Ella Fitzgerald – Cheeck to cheeck

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s