E não é que ainda existe homem pra casar

Presenciei o fato hoje numa floricultura de São Paulo.

Entra um sujeito lindo (ok, bonito vai. O lindo era só pra dar mais caldo pro texto), alto, com um terno super bem cortado e cara de apaixonado procurando pela vendedora que estava me atendendo.
“Oi, você que é a Marcia? Foi com você que eu encomendei o buquê “.
Ela, que não era lá essas coisas de simpatia, de repente foi tomada por um altruísmo que eu nunca vi igual, tanto que me largou lá sozinha com o meu modesto maço de astromélias só para ajudar o cara.
“Ah, você é o Guilherme? Peraí que vou lá buscar pra você”.
Mas também nem tinha problema ela deixar de me atender porque eu e todas as mulheres da floricultura estavamos morrendo de curiosidade para ver o que ele ia oferecer gentilmente para a mulher mais sortuda do mundo.
Dai a Marcia sai da geladeira com um buquê A-S-T-R-O-N-ô-M-I-C-O de rosas colombianas vermelhas misturadas com orquídeas, folhagens exóticas e maças. Parece brega, mas era lindo, uma coisa dos deuses que qualquer mulher morreria para ganhar.
Detalhe, já com o buquê na mão o Guilherme tirou do bolso uma caixinha azul turquesa (que só podia ser da Tiffany) e pediu pra tal da Marcia dar um jeito de colocar bem no meio do buquê.
Não me aguentei (nem a mulherada) e um sonoro “oooooooooouuuuuunnnnnn” ecoou pelo galpão enquanto os comentários começaram a correr soltos.
Primeiro eu: “puxa, acho tão lindo homem comprando flor pra mulher que ama, me derreto toda. Ainda mais se for pra pedir em casamento…”
As vendedoras, se abanando, concordaram.
Uma recitou o clássico “ô lá em casa!”. A outra disse “se tivesse um príncipe desse pra mim eu já tinha dado entrada no crediário da carruagem”.
Uma outra chorava de emoção e ninguém desgrudava os olhos do rapaz, que estava pagando a bagatela de R$ 277,00 pelas flores.
Dai, do nada, aparece um manobrista na conversa e aponta para o carro do homem, uma BMW preta baixinha (e nem adianta perguntar porque vai ser querer de mais de mim saber o modelo. Mas era conversível e devia valer muito mais que o meu apartamento) e dá um típico palpite masculino, estragando o momento mágico:

“Tá vendo como mulher é tudo burra? Cês que fiquem com o cara. Pra mim só interessa o carro!”.

Para ler ouvindo Pearl Jam (desculpa, mas vai demorar pra passar o entusiasmo do show e além do mais, convenhamos: o Eddie Vedder é muito homem pra casar) – Just Breath

4 responses to “E não é que ainda existe homem pra casar

  1. AMO, AMO, AMO, AMO, AMO O SEU BLOG!!!!!!!!!!!!

  2. Obrigada, Tainá, fico muito feliz. Bjos

  3. Sazinha, demorei 2 anos para descobrir que você tem um blog. Queria ter descoberto antes por quê seus textos são simplesmente sensacionais. Beijos da sua grande pequena amiga, Pati

  4. Sazinha demorei 2 anos para descobrir que você tem um blog. Queria ter descoberto antes por quê seus textos são simplesmente sensacionais. Beijos da sua grande pequena amiga Pati!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s