Ah, se eu fosse homem

Eu queria ter nascido homem porque homem não chora.
E queria ser como eles para poder ter humor escrachado sem parecer vulgar.
Queria ser homem para sofrer por futebol e não pelos assuntos do coração.
E queria ser homem porque eles podem beber de cair que ninguém acha feio.
Homem pode andar sozinho a noite que não tem perigo.
E eles resolvem as coisas na porrada, pra depois de dois minutos, voltar a ser amigo.
Homem não menstrua, não faz unha, não depila, não usa chapinha nem  calcinha apertada.
Eles podem escolher o restaurante, o vinho e a sobremesa.
E só eles podem não ligar no dia seguinte.
Homem não sente inveja besta, não faz picuinha nem sai correndo do trabalho pra assistir a novela.
Eles podem virar o pescoço pra olhar a nossa bunda quando a gente passa e recitar cantadas esdruxulas.
Homem não precisa usar salto alto e ficar com pé doendo no fim do dia.
Também não precisa segurar a saia para não levantar quando bate um vento.
Eles não precisam amar pra transar.
E nem precisam passar a vida esperando príncipe encantado.

Mas a verdade é que  tudo isso são só detalhes.
Eu queria era ter nascido homem pra poder dar flores e tratar uma mulher como ela merece.

Para ler ouvindo Ultraje a rigor – A Se Eu Fosse Homem

One response to “Ah, se eu fosse homem

  1. Ana Paula Leite

    Tenho saudades dos seus textos engraçados. Eles vão voltar?

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s